domingo, 6 de novembro de 2016

Últimos momentos nos EUA + Volta ao Brasil

Olá pessoal, tudo bem??

Voltei... depois de muito tempo!!
Bom, como dá para ver pelo último post, não estava muito contente e animada com meu intercâmbio. Pois bem, um belo dia aconteceu um episódio com a menina que cuidava e decidi que era hora de voltar. Vários fatores contribuiram para minha decisão. Decidi no mesmo dia que já não queria ficar mais. Comuniquei os pais, que ficaramum pouco tristes mas entenderam. Terminaria meu ano e viria para o Brasil para novos planos, projetos e aventuras.
Acabei ficando 1 ano e 1 mês. Na minha última semana fui pra Califórnia (melhor viagem da minha vida, ainda vou fazer um post só sobre a trip to Cali). Enfim, trabalhei muito, muito mesmo nas férias de verão (do meio de Junho até o fim de Agosto).

Meus útlimos momentos nos Eua foram bons,  minha família muito legal, fizemos um jantar em um restaurante brasileiro em Nova Iorque para comemorar um ano. Me deram um álbum com nossas fotos do ano. Sinto muitas saudades deles!



domingo, 12 de junho de 2016

Extensão e desabafo

Resultado de imagem para sadOi pessoal, tudo bem?

Hoje vim contar um pouco do meu processo de extensão. Sim, vou ficar nos Estados Unidos por mais 6 meses, acabo meu programa em Janeiro de 2017.

Bom, minha família sempre manifestou interesse em estender o programa comigo. Minha host vivia falando pra eu ficar dois anos e fazia mil planos para meu segundo ano. Pois bem, eu também estou feliz com eles e decidimos estender por mais 6 meses. Não tive de pagar nada pois meu seguro é o básico, mas quem vem pela Au Pair In America com o seguro completo tem que pagar uma taxa que é a renovação do seguro.

Estou no 11º mês do intercâmbio e para falar a verdade não está nada fácil. Em Maio fui para o Brasil e fiquei duas semanas lá. Aproveitei muito e está muito difícil ficar longe de novo :( Minha família, meus amigos, meu gato, meu quarto, meus livros... sinto como se a minha vida verdadeira estivesse só lá. Como se o que eu tenho aqui é uma mentira... difícil de explicar.. São as emoções que vem quando estamos longe de casa e sozinhas há muito tempo. Há quase um ano tenho que lidar com tudo sozinha, morar em uma casa que não é a minha, cuidar de crianças que não são as mais fáceis do mundo, conviver com pessoas que mal conheço.

Às vezes me acho fraca porque tenho uma família boa e minha rotina é tranquila, mas já estou quase arrependida de ter estendido. Fico imaginando que daqui um mês estaria volando pro meu Brasil lindo se não tivesse estendido :(

Bom... só queria deixar registrado como estão as coisas.. e que nem tudo são flores no intercâmbio. Sou grata por tudo o que já fiz e por todas as conquistas .  Agora tento achar forças pra continuar.

Abraços,
Vanessa.


Nono mês nos EUA: Brooklyn Botanical Garden


domingo, 24 de abril de 2016

Projeto Hitchcock: Torn Curtain

Olá pessoal!

Assiti a um filme incrível dirigido por Hitchcock: Torn Curtain, 1966. ♥♥♥

Torn Curtain foi uma linda surpresa! Adorei o filme, o enredo, a atuação (Paul Newman e Julie Andrews estavam lindos!). Tudo muito lindo de morrer. É até difícil escrever sobre algo quando é tão bom porque a obra em si é perfeita, já diz tudo por si mesma.
Muito engraçado eu ter amado Torn Curtain e o mesmo ser considerado um dos piores filmes de Hitchcock pelos críticos. Eu achei lindamente lindo!

A cena em que Gromek é morto é uma das melhores que já vi. Muito bem pensada, te deixa desconcertado, um nível além de desconfortável:

Dá pra ver o filme online aqui. O áudio está em italiano, mas dá pra ver a cena aos 40:00

See you soon!

Contem quais filmes do Hitch vocês andam vendo!

:*

Little Women, by Louisa May Alcott

Little Women, by Louisa May Alcott is a novel that teaches and brings new ideas for girls in the 19th century.

The author develops different themes during the book: love, friendship, work, study, faith and more importantly: family. Four little women live with their mother while the father is at war. Meg, Jo, Beth and Amy have a neighbor called Laurie, with whom they become good friends. Almost every chapter brings a lesson to the girls and to the reader. The March family once had a lot of money, but they lost it and everyone has to help around. Meg is a governess and helps her mother sewing, Jo has a passion for books and writing which later she will convert in works sold to newspapers, Beth and Amy, the younger sisters, aid the older ones.

It is written that the girls had numerous pastimes, for their mother taught them they should know how to do different activities and seek for an active mind and busy hands. They created the weekly newspaper called "The Pickwick Portfolio", as all of them enjoyed Charles Dickens. As the narrator informs us, Jo has a most singular character. She is revolutionary for her time and age at 15, she does not intend to marry and carry a housewife life, believes in reading, writing and working for herself. Jo, short for Josephine, is always ready to help other and do tricks with her best friend and neighbor, Laurie.

We follow the girls' lives for 8 years. We see them grow, marry, travel, move and work. All the time the narrator is reminding us of how family is important and how the girls help each other get through difficult times, as when Jo thinks Beth loves Laurie and decides to go away believing the boy carried a passion for her. Besides the Pickwick Portfolio, we also are exposed to many references, showing that the March girls have a developed intellect, some of them are: Shakespeare's Hamlet, John Bunyan's The Pilgrim's Progress, Frances Burney's Evelina, Michael Angelo, Hans' Andersen's Constant Tin Soldier, etc.

The language in Little Women was precisely chosen by the author, as we see in: "She put on her hat and jacket as noiselessly as possible (...)" page 151. Instead of using a most common word "quietly", the author chose "noiselessly" so we, readers, would be able to understand that the character's intentions was to be silent, and not that the action just happened to be quiet.

Little Women is an excellent work that brings many ways of learning. The lessons, the references and the precise language combined make the book one of the best classics I ever read.


quarta-feira, 13 de abril de 2016

Au Pair: Oitavo mês nos EUA e viagem a Miami, Florida

Olá pessoal, tudo bem?

Em Março fiz 8 meses de Estados Unidos!! Nem acredito, está passando tão rápido né? Em 23 dias estou indo para o Brasil por 2 semanas... estou tão feliz! E contando os dias é claro.

Fui para Miami e fiquei lá por 4 dias. Amei tudo! Miami é muito linda, o mar é incrível e tudo é encantador. No primeiro dia não fez muito sol então nem aproveitamos muito, no segundo dia o sol apareceu mas ainda estava ventando muito, mas no terceiro dia o sol apareceu e ficou.

Os restaurantes em Miami não são tão baratos. Jantamos em um restaurante brasileiro em um dos dias e pagamos 130 em 2 pratos + sobremesa. Há também outras opções, como o 5 guys (que amamos), subway e McDonalds (eu não gosto do McDonalds daqui, acho que as franquias são sujas e estranhas). E tem muita coisa pra fazer à noite, é claro. Meninas quase nunca pagam pra entrar em balada, já que é fácil conseguir contato de promoters.

Ficamos em um hostel super bem localizado, o HI Miami. É da mesma franquia que fiquei em Chicago, lembram? Super recomendo. Achei o preço bem em conta.


Algumas fotos:








Au Pair: Sétimo mês nos EUA

Hello guys!!

Here's the vídeo for the 7th month in the U.S.



Bye!